imprensa

Repercussão

13/07/2018

Assistência Social atua em caso de senhora abandonada em Lar de Idosos

A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Brusque foi notificada na manhã de quinta-feira, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que uma senhora, de aproximadamente 63 anos, foi deixada durante a madrugada do mesmo dia do lado de fora de um lar de idosos privado, no bairro Cedrinho.

Conforme explica o secretário de Assistência Social e Habitação de Brusque, Deivis Junior, a senhora foi levada ao Centro de Referência, que trata de casos de pessoas em situação de vulnerabilidade, por policiais do 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque, que acolheram a senhora no batalhão durante a madrugada.

A senhora foi levada ao Creas, segundo Deivis, às 7h45 da manhã. “Ate então, não sabíamos quem a havia deixado lá. A senhora pouco falava e inicialmente disse que morava em Canelinha, o que dificultou um pouco a compreensão no início. Mas por meio do seu documento de identidade, achamos o nome da mãe e descobrimos que se tratava de uma moradora de Tijucas”, diz ele.

A partir disso, a responsável pelo Creas, Flavia Domingues, conseguiu contato com uma irmã da senhora, que posteriormente passou o contato do sobrinho que morava com a idosa. Foi ele e a esposa que a teriam deixado no lar. “Em conversa com a nossa equipe, eles mostraram arrependimento e se disponibilizaram a buscá-la novamente”, explica Deivis. Ele comenta que esse é o procedimento indicado em casos como este.

“Legalmente, fizemos todo o atendimento necessário naquele momento. Feito isso, o primeiro passo é o resgate do vínculo com a família, o que foi aceito pelos sobrinhos. Eles mostraram aparente arrependimento, e a senhora ficou feliz em estar com eles novamente”, comenta.

Deivis explica que, caso não houvesse interesse da família em ficar novamente com a idosa, o segundo passo em casos como estes é o encaminhamento desta pessoa em situação de vulnerabilidade para algum dos centros de convivência de idosos conveniados com a Prefeitura. Em Brusque, são Dilony, Vó Adele e Cagere. O Asilo Dom Bosco, em Itajaí, também é um local conveniado.

O secretário de Assistência Social e Habitação de Brusque afirma, ainda, que a pasta agora está acompanhando o caso junto a Assistência Social do município de Tijucas.

“Nos preocupa muito a situação desta senhora, é uma pessoa que tem diabete, e está um pouco debilitada. Pedimos à Prefeitura de Tijucas, por meio da Secretaria de Assistência Social, que acompanhe esse caso e a convivência dessa idosa com a família”, diz ele.

“Pelo que nos foi informado, a Assistência Social de Tijucas já esteve fazendo uma visita na residência para acompanhar as condições em que esta idosa está vivendo. Temos uma preocupação muito grande com a sua integridade, e em entender os motivos que a fizeram chegar aqui”.